CCZ prossegue com ações de educação em saúde

2019-03-13 18:05:00 - Jornalista: Genimarta Oliveira
Compartilhe:  
Foto: João Barreto
A equipe esteve no HPM para falar com os pais e as crianças que estão internadas

A Secretaria de Saúde de Macaé por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) vem intensificando as ações de controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. A atuação da equipe de Educação em Saúde do CCZ, vem acontecendo em escolas, igrejas, salas de espera, unidades de saúde, empresas entre outros.

Nesta quarta-feira (13), a equipe esteve no Hospital Público de Macaé (HPM) na enfermaria pediátrica para falar com os pais e as crianças que estão internadas. A palestrante, Rose Costa reforçou a importância do trabalho de conscientização com as crianças. "As crianças levam estas informações para a vida delas, para os pais e vizinhos, o que é muito importante no combate ao mosquito Aedes aegypti”, explicou.

Na oportunidade todos puderam conhecer o mosquito, através de vídeos, como também o ciclo de vida do Aedes, o ovo, a larva, a pupa e o inseto na fase adulta, além disso, fotos com situações favoráveis para a reprodução do mosquito, como recipientes que acumulam água no quintal, pratos de vasos de planta, bebedouro de animais, garrafas, entre outros.

A professora do programa Classe Hospitalar, da Secretaria de Educação, Luana Cristina Alvim, contou que sempre procura levar atividades educativas com temas variados para as crianças e os acompanhantes. "No caso das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti é fundamental que eles saibam, que a dengue, zika e chikungunya podem ser evitadas e só depende de cada um de nós", frisou.

A aposentada, Marina Cataldo, que acompanhava a netinha, Yasmin, 6 anos, disse que gostou muito da palestra e procura manter a casa sempre em ordem, sem depósitos que possam acumular água. A Yasmin, que estuda na Escola Municipal Lions, logo contou que assistiu na escola uma peça teatral com o mosquito Aedes aegypti. "Sempre falo com a mamãe para não deixar água nos potinhos e olhar as plantas".

A orientação do Centro de Controle de Zoonoses é de que a população não deve descuidar, mesmo no período do inverno e, sempre que possível, vistoriar o quintal e verificar se existe água acumulada que serve de possíveis focos do mosquito Aedes aegypti.

Solicitações de visitas, palestras ou dúvidas o cidadão poderá entrar em contato com o Centro de Controle de Zoonoses pelo telefone 0800-022-6461 e no e-mail: cczmacae@yahoo.com.br.

Busca

Acesso Rápido

Destaque