Números da Covid-19: trabalho integrado permite análise em Macaé

2020-07-31 10:51:00 - Jornalista: Juliana Carvalho
Compartilhe:  
Foto: Bruno Campos
Registros mostram que a taxa de casos recuperados tem se mantido acima dos 90%

Desde março, quando os primeiros casos de coronavírus começaram a ser registrados em Macaé, a prefeitura adotou como estratégia a informação clara e transparente como maneira de manter a população consciente não apenas das medidas adotadas, como também do fluxo do contágio no município. Boletins diários têm sido emitidos com o número de pessoas atendidas pelo Centro de Triagem do Doente por Coronavírus (Jorge Caldas), casos confirmados recuperados e óbitos. Mais recentemente, a ferramenta evoluiu, e o Covidímetro entrou em cena, trazendo dados ainda mais completos do mapeamento do Covid-19.

Os números do 'Coronavírus Informe', divulgados diariamente pela Secretaria de Saúde de Macaé, são alimentados pelo somatório da rede pública municipal e privada. O Hospital Público Municipal (HPM) possui 44 leitos de terapia intensiva destinados para o paciente com Covid-19. Além dele, são outros três na rede particular responsáveis pela internação de quem apresenta quadros mais graves da doença. Todo o atendimento de pacientes hospitalizados é encaminhado por meio de um censo diário à Secretaria de Saúde, que recebe informações de todos os hospitais situados no município.

Os números de casos confirmados, suspeitos e óbitos, por sua vez, são inseridos, diariamente, por uma equipe de digitadores, nos registros nacionais, por meio de sistemas de informação do Ministério da Saúde: o e-SUS VE e o SIVEP Gripe. Além de consolidar os registros do município, entram no banco de dados os atendimentos de residentes mesmo que tenham sido atendidos fora de Macaé, sejam eles pacientes com suspeita, hospitalização ou óbito. A partir da alimentação do sistema nacional, estes números passam a também fazer parte das estatísticas municipais, conforme protocolo do Governo Federal. Dependendo do volume de casos notificados por dia, isso pode gerar uma defasagem na atualização por um período curto de tempo, até que os números dos registros nacional e municipal sejam equiparados.

Recuperados

A taxa de casos recuperados em Macaé tem se mantido acima dos 90%. Este índice leva em consideração que o paciente esteja recuperado após 14 dias do início dos sintomas, excetuando os que evoluíram para óbito e os que ainda estão hospitalizados. Foram testadas até 29 de julho, 20.247 pessoas, sendo 5.318 reagentes.

Atualmente, Macaé encontra-se na faixa amarela de classificação de grau de contaminação. Isso demonstra que o risco, neste momento é moderado, considerando ainda a existência de outras três outras faixas: verde (risco baixo); laranja (risco alto) e vermelha (risco muito alto).

Este acompanhamento dos indicadores, presente no Plano de Retomada criado pelo governo municipal, norteia o planejamento da flexibilização das medidas adotadas para o controle do contágio em Macaé, daí a importância do trabalho permanente e minucioso dos registros dos atendimentos à população e seu devido controle, tanto das informações oriundas da rede pública como da privada.

Os boletins diários do 'Coronavírus Informe' ficam disponibilizados nas redes sociais oficiais da Prefeitura de Macaé, além de seu portal na internet, onde também o Plano de Retomada pode ser conferido na íntegra.

Busca

Acesso Rápido

Destaque