Oficina do Plano Diretor em Córrego do Ouro mobilizou a comunidade

2005-11-11 11:45:50 - Jornalista: Catarina Brust
Compartilhe:  

A Oficina de Mobilização do Plano Diretor aconteceu nesta terça-feira (8) na Escola Municipal Pedro Adami em Córrego do Ouro. Os moradores ressaltaram que o saneamento do distrito é uma das prioridades para a comunidade, assim como, a melhoria no transporte e a criação de um centro para qualificação da mão-de-obra local.

No início da reunião, o coordenador do Plano Diretor (Hermeto Didonet) explicou o que é o Plano Diretor e como a nova Lei irá ajudar o desenvolvimento sustentável do município.

- O Plano Diretor é uma Lei que terá regras para regular a ocupação do solo e irá direcionar o orçamento do município. A Oficina de Mobilização é um espaço para o cidadão exercer a cidadania, mostrando o que quer para o seu bairro e sua cidade. Esse é um momento histórico para a população participar do processo de elaboração do Plano Diretor – ressaltou Hermeto Didonet.

O diretor adjunto da escola, Sebastião Carlos de Menezes afirmou que Córrego do Ouro é para a comunidade, a capital da serra macaense: “A ‘fina flor’ da comunidade de Córrego do Ouro está aqui presente hoje. Essa é a oportunidade que temos para expor nossas idéias e o queremos para sermos realmente a capital da serra. Um espaço mais democrático do que esse é impossível”, disse.

Já a diretora da Escola Municipal Pedro Adami, Marylice da Silva Petrilo, que também é moradora de Córrego do Ouro, esclareceu que os maiores problemas do distrito são a falta de saneamento, o abastecimento de água que é precário e a necessidade da implantação de uma agência bancária.

Hermeto Didonet explicou aos participantes da oficina, que o prefeito de Macaé, Riverton Mussi já afirmou que está disposto a investir em saneamento básico em todo o município se a população de Macaé apontar isso como prioridade.

- O prefeito disse durante a I Conferência de Meio Ambiente, realizada em outubro, que vai investir R$ 40 milhões em saneamento no município se as pessoas disserem que isso é a maior necessidade para a cidade. É importante então, que a população aproveite esse momento da elaboração do Plano Diretor, para afirmar que o saneamento básico é a maior necessidade para o município – esclareceu Didonet.

O presidente da Associação de Moradores de Córrego do Ouro, Clemilton da Costa, lembrou que os jovens que estão saindo da escola precisam de um plano de trabalho e formação profissional. Os estudantes da Escola Pedro Adami, que participaram da oficina, concordaram que um centro de qualificação profissional no distrito ajudaria os jovens a terem como ingressar no mercado de trabalho em Macaé.

- Temos consciência que falta emprego para quem não é qualificado. É importante estarmos unidos e marcarmos uma continuidade para essa discussão na Câmara Temática de Desenvolvimento Econômico para vocês dizerem isso e buscarmos uma forma do Plano Diretor ter mecanismos que apontem isso – explicou o coordenador do Plano Diretor.

Quanto à instalação de uma agência bancária, Didonet, disse aos moradores do distrito que a prefeitura de Macaé vai instalar o banco Macaé Facilita em diversos pontos da cidade. Córrego do Ouro e Sana serão os distritos serranos que serão beneficiados com uma agência do Banco de Crédito Municipal. As obras de construção das agências estão previstas para começar em dezembro. Junto com a agência, vão funcionar setores da prefeitura, como as secretaria de Indústria e Comércio, Trabalho e Renda, Fazenda e Agrape, além de parceiros como o Sebrae e o Viva-Rio.

Busca

Acesso Rápido

Destaque